Yara assina contrato para compra de nova unidade

Yara assina contrato para compra de unidade da Adubos Sudoeste em Catalão (GO).

Yara assina contrato para compra de nova unidade

Em mais um passo para expandir sua participação no Centro-Oeste, a Yara International anuncia a assinatura de um acordo para a aquisição da unidade da Adubos Sudoeste, em Catalão (GO). O investimento está em linha com a estratégia da empresa de seguir acompanhando o avanço do mercado agrícola goiano que, nos últimos anos, cresceu acima da média nacional. Apesar de parte da produção poder ser destinada a agricultores de Tocantins, o foco desta unidade serão produtores, principalmente das culturas de soja, milho, feijão, tomate, batata, cebola e alho, do estado de Goiás.

Segundo o VP Sênior da Yara International e presidente da Yara Brasil, Lair Hanzen, Goiás responde por grande parte da produção das principais culturas de exportação brasileiras, como soja e milho, e é um estado fundamental para os planos da companhia no País. “Investir em distribuição de fertilizantes no mercado goiano é estratégico para a Yara e reforça com o nosso compromisso de assegurar as melhores soluções aos produtores rurais de todo o Brasil. Além disso, também mantemos nossos esforços para aumentar a produção de fertilizantes, com o intuito de reduzir a dependência brasileira de importação de matérias-primas”, afirma Hanzen.

Atualmente, a unidade possui capacidade total de 300 mil toneladas por ano. A transação proposta está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Após a aprovação do órgão, ocorrerá o processo de adequação da unidade aos padrões da Yara.

Este aporte evidencia o comprometimento da empresa com o agronegócio brasileiro. Nos últimos anos, a Yara investiu aproximadamente US$ 1,5 bilhão no País, com a aquisição da Bunge Fertilizantes (2013), a joint venture com a Galvani (2014), a construção e revitalização das unidades industriais de mistura mais modernas do Brasil, em Sumaré (SP) e Porto Alegre (RS), além do anúncio do grande investimento em seu complexo industrial de Rio Grande, no início deste ano.