Estratégias de Aplicação para a Banana

As estratégias de aplicação precisam levar em consideração as perdas significativas de nutrientes que ocorrem, especialmente em plantações nas regiões tropicais, como consequência de lixiviação e volatilização. O enraizamento pouco profundo da planta também aumenta esse problema. A maioria dos macronutrientes e micronutrientes pode ser lixiviada. O fósforo é uma exceção, exceto onde a aplicação excessiva de água cause escoamento na superfície ou lixiviação da zona de irrigação por gotejamento. A volatilização do nitrogênio (especialmente a partir da ureia) é um problema significativo e perdas de até 50% do nitrogênio aplicado foram medidas. Nos trópicos, presume-se que mais da metade do nitrogênio e 25% do potássio e do magnésio aplicados podem ser perdidos. Experimentos evidenciaram que 60 – 85% do fertilizante total aplicado de nitrogênio, potássio, cálcio e magnésio pode ser perdido em solos com uma baixa CTC (Capacidade de Troca Catiônica). Desse modo, é uma prática comum aplicar pequenas quantidades, embora frequentes, de fertilizante e usar resíduos orgânicos sempre que possível para complementar os nutrientes aplicados e reduzir os riscos de erosão.

Fertilizer requirement for 55t/ha yield

A planta-mãe necessita de taxas maiores de fertilizantes do que os brotos. Isso é porque os brotos podem utilizar nutrientes remobilizados do pseudocaule da planta-mãe deixados após a colheita da planta (primeira planta). Aplicações de compostos ou serapilheiras também podem ajudar a garantir um maior retorno de nutrientes nos brotos, o que reduz as taxas de fertilizantes. Em um período de 10 semanas, o pseudocaule da planta-mãe pode suprir 40% dos nutrientes necessários para o perfilho. Desse modo, é importante que a planta-mãe seja cortada o mais alto possível para permitir a máxima reciclagem dos nutrientes para a planta-filha.

Banana Fertigation

Side Dressing / Fertigation

Nos brotos, o nitrogênio, o fósforo, o potássio, o enxofre, o boro, o manganês e o cobre são altamente remobilizados e utilizados pela planta atual. Em comparação, o magnésio, o ferro e o zinco são apenas moderadamente remobilizados e o cálcio não é reciclado e, portanto, necessita de aplicações regulares em cada cultivar. É particularmente importante garantir que a planta-filha seja abrangida - especialmente com micronutrientes para garantir que o crescimento vigoroso da próxima geração não seja limitado.

Os fertilizantes basais, especialmente o fósforo e o potássio, podem ser incorporados no solo na formação da cultura.
Os fertilizantes para adubação em cobertura são espalhados em toda a superfície do solo ou são aplicados em faixas em torno da planta-filha.
A fertirrigação fornece nutrientes mais diretamente à zona radicular ativa limitada na cultura da banana e é um modo mais eficiente e preciso de atender às necessidades imediatas e reduzir as perdas por volatilização e lixiviação. Os sistemas de fertirrigação também garantem uma melhor uniformidade da aplicação para cada planta e também permitem que o nutriente certo seja aplicado no momento certo e na quantidade certa para uma absorção ideal. Em um sistema de fertirrigação, é importante manter as proporções corretas de nutrientes para garantir que as necessidades da planta sejam adequadamente atendidas em todo o período de produção.
A aplicação foliar é utilizada para atender a uma necessidade nutricional imediata ou onde as condições do solo restrinjam a disponibilidade de nutrientes específicos. Também é importante manter o foco na parte de baixo da folha, assim como na sua superfície. O uso de adjuvantes melhorará a eficiência da pulverização foliar em toda a extensão da folha cerosa da banana. O fruto jovem é bastante sensível à pulverização foliar, de modo que é importante garantir que as formulações corretas sejam usadas para minimizar o risco de danos.

Calcium nitrate and pH

As aplicações nos frutos são raras e geralmente impraticáveis devido ao uso de sacos nos cachos, embora haja uma indicação de que o cálcio aplicado ao cacho possa complementar as reservas existentes e melhorar as características de conservação do fruto.