Proteção da Cultura da Banana

Banana crop protection

Quando cultivadas em ambientes quentes e úmidos, as bananas são altamente suscetíveis a doenças relacionadas com a raiz, folhas e fruto. As doenças foliares, como a Sigatoka (negra e amarela), têm um grande impacto sobre a produção. A Sigatoka reduz a área foliar, limitando significativamente a capacidade fotossintética. A prática comum é cortar e remover as folhas infectadas com Sigatoka em 50% ou mais, de modo a minimizar a sua propagação. Deve-se tomar cuidado para não reduzir o número de folhas abaixo do nível crítico. Além disso, pode-se fazer até 50 aplicações de fungicidas anualmente para manter o controle nas regiões de maior risco.

Black Sigatoka in Banana

Black Sigatoka

Yellow Sigatoka in Banana

Yellow Sigatoka

A principal doença do sistema radicular é o Fusarium oxysporum, também conhecido como mal-do-Panamá. É um problema específico da Gros Michel. Há também diversas doenças de podridões em frutos provenientes de Verticillium, Trachysphaera, Colletotrichum, Fusarium e Botryodiplodia. O controle das pragas é essencial em muitas regiões. A broca-do-rizoma ou moleque-da-bananeira (Cosmopolites sordidus) e  o “nematóide cavernícola" (Radopholus similis) atacam o rizoma e o pseudocaule, enfraquecendo a planta e levando-a à quebra. Os tripes se alimentam do fruto jovem e podem causar danos superficiais à casca do fruto.

Banana Bunch Covers

O cultivo do solo é raramente praticado em culturas de brotos, devido ao seu sistema radicular superficial, assim o controle de ervas daninhas é alcançado pelo uso de herbicidas, facões ou enxadas, e a utilização de coberturas mortas. Os cachos devem ser protegidos com sacos, reduzindo as manchas dos fungicidas, o atrito e o acúmulo de pó em torno do cacho. 
Em ambientes mais frios, os sacos aquecem os cachos e reduzem o impacto de ventos fortes, melhorando o seu desenvolvimento e encurtando o ciclo de produção. Em regiões tropicais mais quentes, os danos fisiológicos decorrentes do superaquecimento dos sacos nos cachos precisam ser minimizados para prevenir o apodrecimento do fruto, o amadurecimento precoce e problemas de pragas. Isso é resolvido usando sacos perfurados impregnados de pesticidas.
Da mesma maneira que os sacos são colocados sobre o fruto, sacos plásticos podem ser colocados entre os dedos, para acomodar melhor o fruto e prevenir atritos físicos e danos subsequentes durante o crescimento, a colheita ou o transporte até o local de acondicionamento.