Princípios Agronômicos do Cultivo de Batatas

A meta do produtor é ter uma alta produtividade e uma safra de qualidade que corresponda às necessidades do mercado pretendido.

Características da cultura

As batatas produzem um sistema radicular fibroso. Essas raízes têm no máximo não mais que 60 cm de comprimento.  Assim, as batatas possuem enraizamento pouco profundo em comparação aos cerais, por exemplo, cujas raízes podem atingir, no mínimo, 120 cm de profundidade. Como consequência, as batatas são, geralmente, incapazes de explorar os nutrientes e a umidade do solo em uma determinada profundidade de acordo com o perfil do solo. 

Effects of Soil Temperature on Root Development

Embora o crescimento radicular ocorra quando a temperatura do solo está entre 10 e 35˚C, no máximo, o desenvolvimento radicular mais ativo ocorre em temperaturas de solos entre 15 e 20˚C.
O crescimento das folhas (folhagem) ocorre em temperaturas entre 7 e 30˚C, mas o crescimento ideal é em torno de 20 a 25˚C. As temperaturas ideias para o crescimento do estolão são semelhantes.

Uma vez formados, os tubérculos crescem rapidamente, atingindo uma taxa máxima de até 1400 kg/ha/dia em climas temperados. Variedades tardias parecem ser mais sensíveis a dias longos ou a temperaturas altas.

Variedades tardias parecem ser mais sensíveis a dias longos ou a temperaturas altas.

Envelhecimento Fisiológico

potato sprouts, physiological ageing
Sprouts should be less than 2cm

Ao plantar semente brotada, o crescimento do vegetal pode ser adiantado. A magnitude dessa resposta e o seu efeito no aumento da produtividade da cultura estão relacionados à idade fisiológica da semente no plantio.
A temperatura de armazenamento da semente é a chave para controlar o envelhecimento fisiológico. O aumento da temperatura de armazenamento acima de 4˚C promove a quebra da dormência e o crescimento dos brotos.

O acúmulo do número de graus-dia a partir da quebra da dormência rege a idade fisiológica do tubérculo no plantio.

Diferentes variedades diferem no número de graus-dia necessários para envelhecer a um nível desejado antes do plantio. Os tubérculos envelhecidos são vantajosos ao se plantarem variedades iniciais ou quando o período de crescimento é curto. Os tubérculos que foram minimamente envelhecidos são ideais para períodos longos de cultivo em que é desejável manter o crescimento da batata para atingir a produtividade máxima. Ao plantar semente brotada, é necessário controlar os números de brotos e o comprimento (máximo 2 cm) para garantir o crescimento ideal de acordo com o espaçamento entre as plantas e para garantir danos mínimos aos brotos no plantio.

Tipo e Manejo de Solo

As batatas são cultivadas em diversos tipos de solo, variando de arenosos a argilosos, todos com diferentes capacidades de retenção de água. Um solo ideal para a batata é bem estruturado, com boa drenagem para permitir aeração adequada das raízes, o desenvolvimento dos tubérculos com infestação mínima de doenças nas raízes.
As batatas preferem solos com um pH de 5,5 a 7,0 e baixa salinidade. Entretanto, na prática, as batatas são cultivadas em solos com pH de 4,5 a 8,5, o que tem um impacto distinto na disponibilidade de certos nutrientes. Solos com pH extremos devem ser ajustados quando possível.

Em pH mais baixo, as batatas podem sofrer com a toxidade causada pelo alumínio e outros íons de metais pesados, assim como com a disponibilidade restrita de P ou Mo.
Em pH acima de 7,5, a disponibilidade de nutrientes, principalmente de fósforo e micronutrientes, pode ser reduzida, mesmo se altas quantidades totais desses elementos puderem estar presentes no solo. A calagem pode melhorar baixos valores de pH indesejáveis, embora deva-se tomar cuidado para garantir que a cal seja aplicada, no mínimo, seis meses antes do plantio das batatas. As batatas são mais propensas à sarna comum quando cultivadas em solos com pH elevado.

Amontoa

As batatas são geralmente cultivadas em amontoas, pois isso garante um ambiente bem drenado, bem aerado para o crescimento de uma cultura forte.
Em solos mais frios, as amontoas elevam a temperatura do solo permitindo que a germinação seja mais rápida e o crescimento ocorra mais cedo.
Ao realizar a adubação em cobertura, a reconstrução da amontoa permite a incorporação do fertilizante no solo em torno do tubérculo.
A amontoa também maximiza a cobertura do tubérculo em desenvolvimento, prevenindo o esverdeamento destes, assim como garantindo que tenham um bom formato, com tamanho mais uniforme e risco menor de danos.

amontoa batata
Fertilizantes aplicados na cobertura podem ser colocados durante a reconstrução de cumes
amontoa batata
Amontoas propocionam uma boa drenagem e facilidade na colheita

Manejo da Água

As batatas possuem uma alta demanda de água – aproximadamente 1 polegada/semana durante o enchimento. Desse modo, para uma produtividade elevada, a irrigação é normalmente benéfica.
O manejo da água é essencial para minimizar os problemas no tubérculo. Manter um solo úmido na amontoa no início do desenvolvimento do tubérculo pode minimizar o desenvolvimento da sarna comum. Ao final do período de cultivo, a água em excesso em torno do tubérculo estimula a sarna pulverulenta e o crescimento da lenticela.

potato common scab, water management
Sarna Comum
water management on potato crop, lenticel development
Água em excesso incentiva o desenvolvimento da lenticela
potato crop water management, tuber splitting, overwatering
Água em excesso pode resultar em divisão do tubérculo

Oscilações no perfil de umidade do solo na amontoa provocarão o desenvolvimento desigual dos tubérculos, além de se apresentarem mal formados e com rachaduras de crescimento. Até uma variação de 10% no perfil de umidade do solo pode ser importante. Por essa razão, ao usar sistemas de irrigação por gotejamento, o tubo deve ser colocado na parte superior da amontoa.