Manutenção da Produtividade do Trigo

image grid wheat healthOs nutrientes vegetais são predominantemente associados com aumentos na produtividade e qualidade, ao assegurar que deficiências minerais não restrinjam o crescimento e desenvolvimento. No entanto, nutrientes vegetais também podem ajudar na proteção das plantas contra doenças. Um programa bem equilibrado de nutrição das plantas assegura que a estrutura celular das plantas seja robusta e resiliente, e também evita problemas fitossanitários devido a excesso de nutrientes. Existem numerosos exemplos de nutrientes que reconhecidamente afetam a sanidade vegetal, como por exemplo nitrogênio, potássio, manganês, zinco, cobre e molibdênio.

Nitrogênio 

A deficiência de nitrogênio predispõe a planta a ser infectada pelo mal-do-pé, ao passo que na ausência de níveis satisfatórios de suprimento de potássio, as plantas ficam pouco desenvolvidas e atrofiadas, especialmente em estações secas. O estresse fisiológico pode ser mais danoso se a deficiência de potássio for limitante – o dano por geada será mais severo, em áreas alagadas, as plantas levarão mais tempo para recuperar, e plantas murcharão mais rápido e permanecerão flácidas por mais tempo sob condições de seca. 

Quando ocorre desequilíbrio na disponibilidade de nitrogênio e potássio, as plantas ficam mais suscetíveis a pragas e doenças. Esse desequilíbrio resulta em plantas mais fracas, e seiva mais rica em nutrientes, contendo maior concentração de compostos de nitrogênio solúvel e carboidratos simples, fornecendo alimento prontamente disponível para diversas doenças, como oídios.

Paredes celulares mais finas com menor resistência mecânica contra predadores podem também ser resultado de falta de potássio. Uma revisão compilada a partir de mais de 1000 ensaios com cereais observou que onde os níveis de potássio eram baixos e desbalanceados com o suprimento de nitrogênio, a aplicação de potássio reduziu doenças e bacterioses em mais de 70% dos casos (PDA). A deficiência de potássio também tem sido relacionada com altas taxas de ocorrência de ferrugem.

Zinco e Cobre 

O zinco tem se mostrado eficiente na redução dos níveis de infecção de Rhizoctonia cerealis (“doença de cereais”), enquanto a deficiência de cobre leva a esterilidade das estruturas masculinas, resultando locais infectados com cravagem.

Concentration of Zinc in wheat tissue correlated with seberity of spring blight

Manganês 

O manganês tem sido associado ao controle de doenças em numerosas pesquisas. Ele possui um efeito inibitório direto no crescimento dos fungos, especialmente oídio, e também está envolvido na produção de lignina e suberina, gerando células vegetais mais resistentes a infecções. Existem evidências que demonstram o efeito do manganês na redução de mal-do-pé no trigo.

Correlation between wheat shoot manganese concentration and Take all infection