Yara N-Sensor™

N-Sensor™ é um dispositivo óptico que vai acoplado em cima da máquina distribuidora de fertilizante, visando medir o dossel das culturas e estimar instantaneamente a nutrição nitrogenada da lavoura, ajustando, assim, a dose ideal do fertilizante nitrogenado durante sua aplicação.

N Sensor image 01

N-Sensor™: Taxa variada de nitrogênio em função da variabilidade da lavoura

Nutrição exata é um dos principais objetivos da agricultura de precisão. Neste conceito a aplicação em taxa variável exige ferramentas precisas e eficientes para determinar a demanda real de nutrientes em cada subárea de uma lavoura. O sensoriamento remoto da vegetação oferece esta informação de forma rápida, precisa e eficiente. O N-Sensor™ foi desenvolvido para determinar o teor de nitrogênio das culturas instantaneamente, viabilizando assim a fertilização em taxa variável durante o processo de aplicação do produto.

N-Sensor™: vantagens de uso

  • Fornece a dose de fertilizante nitrogenado ideal em toda a lavoura 
  • Aumenta o potencial de colheita 
  • Aumenta a eficiência dos fertilizantes nitrogenados
  • Qualidade final do produto é mais homogênea 
  • Reduz o custo e tempo de colheita pelo aumento da uniformidade da lavoura
  • Reduz o risco de perdas de nitrogênio para o ambiente

Como o N-Sensor™ funciona?

O N-Sensor™ determina a demanda de nitrogênio através da medição de reflexão de luz da cultura no entorno da máquina de aplicação de fertilizante onde o sensor é instalado. As medições são feitas a cada segundo com o sistema projetado para operar independentemente da velocidade de aplicação e largura de trabalho. A tecnologia de sensoriamento aplicada é baseada na curva de reflexão do espectro eletromagnético típica de vegetação. N-Sensor™ mede a reflexão do espectro em bandas específicas relacionadas com o teor de clorofila e biomassa das culturas.

Com esta informação calcula a absorção real de nitrogênio do cultivo com base nos algoritmos agronômicos de calibração da Yara. Assim as taxas ótimas de aplicação são derivadas dos dados de absorção de nitrogênio, e enviadas para o controlador do aplicador de taxa variável, que ajusta as taxas do fertilizante nitrogenado conforme a necessidade local para a cultura. O N-Sensor esta conectado a um computador de bordo, onde os dados do sensor e GPS são processados e armazenados para geração de mapas e documentação da lavoura .

Desenvolvimento do N-Sensor™

O N-Sensor foi o primeiro sensor de nitrogênio do mercado, introduzido em 1999 para uso em cereais  após anos de trabalho coordenado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Yara Hanninghof na Alemanha. 

Em 2006, a Yara lançou o novo N-Sensor ™ ALS (Fonte Ativa de Luz), que é comercializado no Brasil. A versão ALS está constantemente irradiando a sua própria fonte de luz sobre o cultivo, usando lâmpadas com flash de Xenon e ao mesmo tempo capturando a reflectância vegetal. Isso permite que o N-Sensor™ ALS opere independentemente das condições de luz ambiente, mesmo à noite, pois possui um sistema próprio de correção do sinal em função da luminosidade do ambiente. 

A Yara possui uma equipe trabalhando continuamente no de desenvolvimento  do N-Sensor visando acompanhar as mudanças tecnológicas dos sistemas produtivos em uma ampla gama de culturas. Somente entre 1997 e 2010 mais de 250 testes foram realizados com o N-Sensor para aperfeiçoar seu desempenho e adicionar novas funções e atualizações ao sistema. 

No Brasil atualmente o N-Sensor esta agronomicamente calibrado para realizar recomendações na aplicação de nitrogênio em cobertura sobre cereais de inverno e milho. As culturas da cana-de-açúcar e algodão estão em fase final do processo de calibração agronômica.