Variedades da cana-de-açucar


A seleção de variedades é uma questão crítica e possui um grande efeito na performance da cultura e na produtividade. A escolha deve ser baseada na experiência local e em dados de ensaios. O produtor deve considerar o potencial produtivo, capacidade de rebrota, tolerância ou resistência a pragas e doenças, tipo de solo, viabilidade local e duração do ciclo.

Variedades da cana

A maioria das variedades apresentam um ATR ótimo em um estágio definido e são normalmente classificadas como precoces, médias e tardias. Recentes trabalhos de melhoramento têm se concentrado no desenvolvimento de variedades com maturação precoce que maximizam a produção de açúcar mais cedo durante o ciclo de colheita. Esse normalmente é um período que a cana-de-açúcar ainda não atingiu a maturidade.

Novas variedades são selecionadas com base na tolerância ou resistência a uma gama de patógenos. Essa é a melhor maneira de minimizar a influência de doenças na cultura. 

Em casos onde os produtores precisam atingir épocas específicas para entrega na usina, a melhor opção é o plantio de variedades com diferentes maturidades para fornecer opções mais amplas de épocas de colheita e então maximizar a produtividade de cana-de-açúcar ao longo da safra.

As variedades diferem de maneira marcante na resposta aos nutrientes aplicados, principalmente nitrogênio. Portanto, é importante testar as respostas em ensaios e ajustar os programas de adubação adequadamente.