Desordens relacionadas com deficiências nutricionais

A cultura do tomate precisa estar livre de desordens, e a extensão delas varia de acordo com as condições de crescimento e suscetibilidade varietal.

  • Podridão Apical – Uma mancha marrom  na base ou no final da estrutura reprodutiva que é associada com baixa nutrição em cálcio (menos que 0,08% de Ca em matéria seca) normalmente resultado de stress por umidade, deficiência de cálcio, excesso de amônio ou a combinação dos três. 
  • Podridão Apical Interna é quando as sementes e as paredes internas do fruto se tornam cinzas ou escuras, no entanto a superfície do fruto não é afetada. Isso normalmente ocorre por deficiência transitória de cálcio. Variedades suscetíveis, como Spectra e Calypso) apresentam normalmente crescimento mais rápido e assim precisam mais cálcio durante um curto período.
  • Manchas no Amadurecimento (Desuniforme) do Tomate – áreas verde amareladas no fruto, normalmente restritas às paredes externas. Essas áreas dos frutos possuem baixa concentração de ácidos orgânicos, matéria seca, sólidos totais, amido, açúcares e compostos nitrogenados. Isso pode ser confundido com sintomas visuais do vírus do mosaico. Está normalmente associado com nutrição inadequada de potássio, embora outros fatores causadores são alta incidência de luz e alta temperatura e deficiência de boro.
  • Manchas amarelas  – pequenos pontos na parte superior dos frutos, resultando em uma aparência inadequada e diminuindo a vida de prateleira. Isso é causado pela deposição de oxalato de cálcio na pele do fruto e a desordem é pior em ambientes de alta umidade. Aumentos no teor de cloro também aumentam as manchas amarelas.
  • Manchas verdes no tomate – manchas verdes ou amarelas na parte superior do fruto, com tecidos brancos internos, como resultado de um processo anormal de maturação (não maturação tardia). A exposição direta à luz solar (especialmente em estufa), alta salinidade, assim como falta de potássio podem influenciar essa desordem. 
  • Escaldadura solar (Injúria solar) – manchas que se tornam amarelas ou brancas e ficam aprofundadas, com paredes finas aparência de papel, como resultado de exposição direta à luz solar. Uma nutrição equilibrada, especialmente para nitrogênio e potássio, garante um bom dossel vegetal, reduzindo a exposição dos frutos à exposição na luz solar diretamente.
  • Rachaduras (fendas concêntricas ou radiais) – ocorrem devido a flutuações extremas no suprimento de água e na temperatura. É mais comum em culturas cultivadas no solo e podem ser evitadas com a manutenção de um status consistente de umidade do solo.