Função do fósforo na produção de tomate

Fósforo é um componente de ácido nucleico (DNA e RNA) e é essencial para transferir energia para dentro da planta. Portanto ele tem um efeito direto na qualidade e produtividade.

Fósforo e produtividade

Fósforo e produtividade

Em solos com baixos teores de fósforo disponível, o fertilizante fosfatado aumenta a produtividade de frutos e o amadurecimento, reduzindo assim o número de frutos verdes na colheita, como mostram ensaios com tomates processados da Itália. 

Fósforo e Sólidos Solúveis Totais

Fósforo e SST

Nos mesmos ensaios, o fósforo também garantiu um aumento significativo em SST, melhorando a qualidade de processamento.

Efeito do Fósforo em estágios de crescimento

Estágio 

Efeito do Fósforo

Estabelecimento

Maximiza o desenvolvimento radicular

Crescimento vegetativo

Garante crescimento contínuo

Florescimento – Frutificação

Desenvolvimento de frutos

Maturação – Frutos maduros

Melhora  qualidade nutricional do tomate 

Orientações Gerais para aplicação de Fósforo

O fósforo não é exigido em grandes quantidades pelo tomate. Em torno de 50 kg/ha é o total exigido durante a safra para plantas cultivadas em campo aberto. O fósforo é usado durante crescimento inicial garantindo um bom início para a cultura e novamente no florescimento e frutificação.

Deficiências de Fósforo em Tomate

Os tomates deficientes em fósforo apresentam folhas eretas rígidas, com coloração verde-escura a verde-brilhante. As hastes são finas e fibrosas com coloração púrpura não muito marcante. O florescimento e a frutificação são prejudicados, os frutos são firmes e pequenos, com amarelecimento prematuro. Em algumas cultivares, a deficiência de fósforo pode também aparecer como pequenas áreas marrons que se desenvolvem entre as nervuras nas folhas velhas.