Função do magnésio na produção de tomate

O magnésio é exigido em diversos processos incluindo a transferência de energia e a síntese de proteínas. Com 20-25% do total de magnésio das plantas localizado nos cloroplastos, ele se torna particularmente importante para produção de clorofila.

Magnésio e desordens de maturação

Magnésio e desordens de maturação

O magnésio é importante para garantir a maturação homogênea dos frutos bem formados, como demonstrado em estudos do Reino Unido.

Magnésio e formato dos frutos

Magnésio e aspecto dos frutos

O magnésio também influencia o formato dos frutos.

Efeito do magnésio em estágios de crescimento

Stage

Estágio

Efeito do magnésio

Crescimento vegetativo

Maior crescimento vegetativo e eficiência fotossintética

Florescimento - Frutificação

Melhora o florescimento e produção vegetal

Maturação – frutos maduros

Exigências máximas ocorrem nesse estágio para produção de frutos de qualidade 

Orientações Gerais para aplicação de Magnésio

Um suprimento regular é necessário ao longo do ciclo de vida da cultura. Até 60kg/ha de magnésio são utilizados pela cultura do tomate. A absorção de magnésio pode ser diminuída pelo excesso de outros cátions, sendo portanto importante manter um equilíbrio adequado. É necessário ter um cuidado particular com sistemas de fertirrigação.

Deficiências de Magnésio no Tomate

Os sintomas de deficiência de magnésio começam pela base das plantas em folhas mais velhas e então movem em direção a partes mais altas. Os frutos aparentemente amadurecem de maneira uniforme, no entanto com atraso na maturação. As deficiências podem também ocorrer no meio das plantas quando ocorrem alta carga de frutos, porém isso ocorre de maneira transitória. Quando as deficiências são menos severas, as folhas mais velhas parecem quebradiças, com enrolamento no tecido entre as nervuras. Quando as deficiências são severas, as cloroses entre as nervuras progridem a partir da margem para o meio do limbo foliar.

As nervuras menores também se tornam cloróticas, porém nervuras maiores permanecem verde-escuras. Se continuar havendo falta de magnésio, a clorose entre as nervuras se torna mais intensa, a coloração se torna um amarelo-alaranjado brilhante e pontos necróticos podem surgir, os quais podem crescer junto com faixas marrons. Finalmente, as folhas mais velhas morrem e a planta inteira fica amarelada, com redução drástica na produtividade de frutos. Excesso de magnésio pode resultar em desequilíbrio, e causar deficiência de cálcio e/ou potássio.