Prevenindo outras desordens físicas no tomate


Prevenção de frutos “inchados”

Prevenção de frutos inchados

O inchaço do tomate é caracterizado por lacunas ocas entre a parede externa e os lóculos, com número reduzido de sementes. É causado por condições ambientais extremas como alta ou baixa temperatura. Um desequilíbrio na solução nutritiva, como baixa condutividade elétrica, baixos níveis de potássio ou excesso de nitrogênio podem causar inchaço no tomate.

Prevenindo deformidades no tomate

Prevenindo deformidades no tomate

As deformidades no tomate (“catfacing”) acontecem devido a um desenvolvimento anormal, resultado de baixas temperaturas durante o florescimento e pegamento dos frutos.

Manchas verdes no tomate

A ocorrência de tomates esverdeados é percebida pelas manchas verdes ou amarelas nos ombros do fruto, com tecido branco no interior, ou processo anormal de maturação (sem atraso na maturação). A exposição direta à luz solar (principalmente em estufa), excesso de salinidade, assim como a falta de potássio, podem influenciar essa desordem. 

Escaldadura (Injúrias pelo sol) em Tomate

Escaldadura

 

A escaldadura solar no tomate consiste em manchas amarelas ou brancas que se tornam profundas, com aparência de papel, como resultado de exposição direta à luz solar. Uma nutrição equilibrada, principalmente com nitrogênio e potássio, assegura um bom dossel vegetal, reduzindo a exposição dos frutos à luz solar.

Murcha bacteriana e mofo cinzento (Sclerotium rolfsii)

O cálcio influencia a resistência à murcha bacteriana e mofo cinzento no tomate. A aplicação antecipada de fontes mais solúveis como nitrato de cálcio é mais eficiente que a aplicação de sulfato de cálcio (gesso).

Cálcio e resistência a murcha bacteriana

Cálcio e resistência a ferrugem