Proteção de cultivos


A cada dia torna-se mais comum o uso de variedades resistentes ou que oferecem resistência parcial  à muitas doenças, como murcha de Verticillium, Septoria, Fusarium, Alternaria, Stemphylium e vírus do mosaico do tabaco, bem como variedades resistentes à nematóides. 

Os produtores podem minimizar o impacto de doenças  usando programas de fungicidas apropriados. Técnicas que mantenham as folhas secas,  livre de orvalho,  além do bom fluxo de ar em estufas, ajudam a minimizar o aparecimento de doenças como  Botrytis. 

A esterilização dos solos, tratamento de sementes e uso adequado com bactericidas podem minimizar o cancro bacteriano e a mancha-bacteriana. 

Pragas de insetos, como a mosca branca, tripes e ácaro vermelho são mais difíceis de controlar, como resultado da resistência cada vez mais generalizada de pesticidas. Dentro do ambiente fechado da casa de vegetação, insetos predadores e bio-pesticidas são ferramentas cada vez mais úteis. 

Nas cultivos convencionais, o controle de plantas daninhas é essencial para reduzir a competição por umidade e nutrientes.

Danos por nematóides

Unidade de pulverização