Aumentando Amido para Bioetanol


Quando o trigo é destinado para produção de biocombustíveis (como acontece em alguns países da Europa), a produtividade de etanol é um componente importante a ser considerado. A escolha varietal é uma consideração importante em relação aos tipos de trigo que tendem a produzir maiores quantidades de etanol. Atrasos na colheita devem ser evitados devido ao risco de que os grãos iniciem a germinação na espiga, o que também gera a quebra do amido pela atividade enzimática.

Nitrogênio é o nutriente mais importante que afeta diretamente o teor de amido do grão. Alta produção de etanol é inversamente relacionado com nitrogênio nos grãos, ou seja, baixo teor de N nos grãos (ou proteína) é um indicativo de alto teor de amido, e portanto maior potencial de produtividade de trigo. Se a cultura é cultivada especificamente para a produção de etanol, as práticas de manejo de nutrientes devem ser ajustadas adequadamente. O nitrogênio deve ser aplicado no início do ciclo, com o objetivo de prevenir qualquer aplicação mais tardia de N que possa aumentar o teor de N no grão.

Grãos de trigo com baixo teor de proteína

Correlação negativa entre amido e proteína nos grãos