Características
julho 22, 2022

Uva de mesa e as particularidades do Vale do São Francisco

De: Equipe Agronômica

Entenda como a região se tornou a única no mundo a ter duas safras e meia da cultura por ano.


Produtor sorrindo em meio às uvas
Produtor sorrindo em meio às uvas

No terceiro e último episódio da série “Sua história é o que nos nutre”, conhecemos Newton Matsumoto, um agricultor que desbravou e revolucionou o Vale do São Francisco. Agora, Newton é referência na área e um dos maiores produtores de uva e manga da região. Porém, quando chegou ao vale, logo percebeu que as coisas não seriam fáceis.

 

Por ter um clima semiárido, com altas temperaturas, muita luminosidade e pouca chuva, a região não era conhecida por sua produtividade agrícola e foi preciso auxílio de projetos do governo, há mais de 30 anos, para irrigar a área com as águas do rio São Francisco. A combinação do clima com a irrigação, transformou a região na única no mundo capaz de produzir duas safras e meia de uva mesa por ano. Ou seja, os quase 12 mil hectares de cultivo de videira, multiplicados pela quantidade de safras, resultam em quase 30 mil hectares de área produtiva por ano, trazendo grande vantagem competitiva para a região.

 

O sucesso de produtividade só foi possível graças aos projetos de irrigação e muito estudo. Hoje, os produtores e consultores da região, assim como Newton, adquiriram um vasto conhecimento em relação à cultura e às particularidades do clima dessa região. Alguns viajam o mundo inteiro, compartilhando as tecnologias desenvolvidas com países que possuem condições semelhantes, como o Peru e o Chile.

 

Nutrição e produtividade

Quase 90% da produção de uva da região é voltada à uva de mesa, tendo, principalmente, o mercado de exportação como alvo. São inúmeras variedades, entre brancas e negras, mas uma das principais é a Vitória, que foi desenvolvida especificamente para a região e se adaptou muito bem.

 

Por ser uma cultura de alta produtividade, as demandas nutricionais também são elevadas. Dos macronutrientes principais, o potássio é o elemento de maior demanda. Tirando a aplicação de foliares, toda a adubação na região é feita via fertirrigação. Por isso, uma das soluções mais importantes para a cultura é o YaraRega. Mas, outro destaque importante, fica por conta da linha YaraTera CALCINIT, referência na área da fruticultura.