Características
julho 22, 2022

Granulometria do solo — O que é e como é determinada

De: Equipe Agronômica

Quer entender melhor sobre a importância da granulometria do solo antes de plantar em cima de um solo? Veja no artigo.


Granulometria do solo
Granulometria do solo

Granulometria do solo — O que é e como é determinada

 

Você sabe qual é a importância para a agricultura de saber qual o tamanho e proporção das diferentes partículas sólidas que compõem o solo? A determinação desse cálculo é feita por meio da granulometria do solo, que impacta na nutrição de plantas e no manejo de conservação do solo. 

Considerando que cada tipo de solo possui propriedades particulares e características químicas, que podem ser analisadas em laboratório, saber essas informações é muito importante para obter sucesso na agricultura.

No artigo, entenda:

  • O que é a granulometria do solo;
  • Como o cálculo da granulometria do solo pode ser feito;
  • A importância da granulometria do solo para a agricultura.

 

O que é granulometria do solo?

A análise da granulometria do solo verifica a distribuição das partículas que nele constituem, sejam elas de natureza inorgânica ou mineral, em classes de tamanho. Essa informação também é chamada de fração granulométrica. 

O que ocorreu foi que, no passado, quando havia problemas em um projeto de engenharia, a investigação se dava, quase sempre, sob a estrutura em si e nos materiais utilizados, como no cimento, por exemplo.

Quando falava-se dos materiais que estavam presentes no solo utilizado, apenas referiam-se como “areia grossa” ou “argila plástica”. Entretanto, foi observado que essa abordagem deixava a desejar. Por isso, foi preciso desenvolver técnicas que pudessem distinguir tipos diferentes de solos que fazem parte da mesma categoria, o que foi feito por meio de propriedades-índice. Dentre elas, podemos citar:

  • tamanho;
  • forma;
  • distribuição granulométrica dos grãos;
  • umidade;
  • peso específico da densidade dos grãos;
  • liquidez;
  • plasticidade.

 

Como o cálculo da granulometria do solo pode ser feito?

O cálculo da granulometria do solo difere um pouco dependendo do tipo de material obtido em cada solo. Veja a seguir como funciona para cada um:

  • para materiais granulares, areias e pedregulhos: é feito por meio da peneiração de uma pequena amostra;

  • para siltes e argilas: é feita a sedimentação dos sólidos no meio líquido;
  • para solos com partículas mais grossas e mais finas: é realizada a análise granulométrica completa, que inclui o peneiramento com a sedimentação.

É interessante notar que, mesmo as partículas de um solo —  grosso ou fino — não sendo esféricas, sempre será usada a expressão “diâmetro equivalente da partícula” ou apenas “diâmetro equivalente”, quando referido ao tamanho. 

Para os materiais granulares ou partes mais grossas do solo, o diâmetro equivalente será igual ao diâmetro da menor esfera que circunscreve a partícula. Enquanto isso, para a fração fina, este diâmetro é o calculado através da lei de Stokes, que é a lei aplicada a corpos esféricos para calcular a força de atrito que se gera quando um líquido flui em torno de uma esfera.

O objetivo de toda a análise de granulometria do solo é justamente dividir essas partículas em grupos de acordo com as suas dimensões (frações de solo) e determinar suas proporções relativas ao peso total da amostra. 

Sendo assim, existem diversos tipos de solos, que são classificados pelo Sistema Unificado de Classificação dos Solos (SUCS) e pela Highway Research Board (HRB).

 

A importância da granulometria do solo para a agricultura

Você deve estar se perguntando qual a real importância desse processo todo de separação e classificação de solos e como ele impacta em nossas vidas.

Além de impactar diretamente na engenharia e no processo de qualquer construção, esse trabalho também é essencial antes de realizar uma plantação em um solo ainda desconhecido pelo agricultor.

Digamos que você vá fazer o plantio em um novo ambiente, então, ao invés de arriscar a sua cultura e optar pela sorte, você pode fazer o estudo e prever se terá a colheita que espera de acordo com as características apresentadas naquele local.

Isso porque, caso não seja fértil ou adequado o suficiente, é possível que os resultados não sejam os esperados. Mesmo que a cultura vingue, as plantas não crescerão saudáveis e 100% boas para o consumo.

Por isso, para não ter prejuízos ou resultados inesperados, é essencial realizar a granulometria do solo antes de realizar o plantio no local. Até porque, caso você perceba que não está fértil o suficiente, é possível reverter a situação com algumas técnicas utilizadas pelos agricultores. 


Se você já passou ou está passando por isso, leia também sobre algumas técnicas para melhorar a fertilidade do solo e garanta que a sua plantação obterá grandes resultados mesmo que o ambiente ainda não esteja adequado para receber a cultura!

Confira nosso portfólio completo de fertilizantes

Siga a Yara nas redes sociais para saber das novidades